The Last Grimm

JOGO EM DESENVOLVIMENTO: Este jogo está em fase de desenvolvimento, e o estado atual pode não representar adequadamente o produto final. Conforme o projeto avançar, esta página será atualizada com as novas versões do jogo.

Download [VERSÕES DE TESTE]: Google Drive




Um cavaleiro veterano terá que desbravar um mundo de aspecto sombrio, superar inimigos e desafios em busca de seu filho, desaparecido sob circunstâncias misteriosas.

Um veterano de guerra abandona os campos de batalha para cuidar de seu filho. após a morte de sua esposa em um incêndio não explicado que acabou destruindo boa parte de sua casa.

Por um capricho do destino ou simplesmente um milagre, o único cômodo que não foi completamente consumido pelas chamas foi o quarto onde estava o berço da criança.

“­Senhor, comandante, senhor. Recebi notícias de que minha esposa faleceu, meu filho precisa do seu pai nesta hora. Muitos morreram em nome do rei pela minha lâmina. Minha dívida já está paga, preciso da liberação para voltar para casa”

“­Sua dívida só vai estar paga quando o rei disser que está, até lá você continua na linha defrente.”

Após ter sua dispensa negada ele decide forjar sua própria morte e desertar para criar seu filho e investigar o que teria acontecido com a esposa.

Vasculhando os destroços e cinzas daquilo que outrora fora sua residência, tudo o que encontra é um pequeno pedaço de linho vermelho.

Anos após o incêndio, várias crianças do condado começam a desaparecer sem deixar rastros. Muitos boatos surgiram em torno do ocorrido e várias vezes testemunhas diziam ter visto um grande sujeito estranho momentos antes das crianças desaparecerem, mas nunca conseguiam descrever como era a sua aparência, sempre que tentavam tudo o que se lembravam é que ele era perturbadoramente grande mas não tinham detalhes sobre o seu rosto além de que estas testemunhas sempre tinham uma grande lacuna de tempo nas suas histórias.

“­Ele era enorme, quando o vi parece que congelei por um minuto, nunca tinha vista alguém tão grande, mas quando voltei a mim mesmo já tinha passado quase uma hora…”

O velho cavaleiro estava comprando mantimentos na taverna do vilarejo mais próximo, cerca de meio dia de viagem da sua casa, quando escutou o rumor, uma criança desapareceu na noite anterior e o mesmo gigante misterioso tinha sido visto por testemunhas. Neste momento a imagem da sua esposa lhe veio a mente. O tempo a sua volta parou e ele escutou a voz tão clara quanto sua própria.

“­Proteja­m, proteja­m…”

Sentido o perigo o velho guerreiro corre para casa, mas é tarde demais. Seu filho desapareceu. No quarto da criança algo chama a sua atenção, no chão está caído, arrebentado, o medalhão que seu filho utilizava, o presente que ele havia ganho da sua mãe no dia de seu nascimento. Uma herança de família dizia ela. Não foi somente o medalhão que ele encontrou, ao lado tinha um pedaço rasgado de tecido linho vermelho. O mesmo tipo de tecido que encontrou anos antes após o incêndio que levou sua esposa.

Desolado o cavaleiro senta na cama do filho segurando fortemente o medalhão na sua mão esquerda enquanto baixa a cabeça para apoiá­la no punho direito. Por um segundo ele vê um brilho em uma das pedras do chão.

Uma das pedras está solta e parece que tem algo embaixo. Com algum esforço ele consegue removê­la.

“­Uma caixa de madeira? Tem algo entalhado, parece um simbolo.”

Ele encontra uma caixa que tem o mesmo simbolo que o medalhão de seu filho. Quando abre a caixa encontra um livro, parece ser muito antigo e está todo empoeirado. Ele leva a mão esquerda para limpar a poeira mas quando o medalhão entra em contato com o livro um forte brilho começa a emanar do mesmo. Com o susto o livro cai aberto no chão, páginas começam a avançar rapidamente, uma forte ventania inunda o quarto. Uma luz ofuscante toma conta de tudo. O cavaleiro leva as mãos até os olhos para protege­los do brilho cegante.

O vento cessa, mas tem algo muito estranho e sombrio no ambiente, ele abre os olhos. Já não está mais no quarto do filho. No horizonte o que vê é um vórtex desconcertante de nuvens e relâmpagos…

“­Onde diabos eu estou…”


logo equipe OSG pequeno

Equipe: Old School Gamers

  • Gabriel Barcellos
  • Rodrigo Arruda da Silva
  • Charles da Silva

Página: www.facebook.com/OldSchoolGamersGDS